Boa noite, Segunda-Feira, 22 de Janeiro de 2018
LIDERANÇA
Dilmar decide deixar liderança e sugere que Taques convide deputado da Capital
Líder do governo Dilmar Dal Bosco (DEM) cita base eleitoral em Sinop e Nortão e vai intensificar viagens em 2018
11/01/2018 - 08h39 - Fonte: Rd News

 

líder do governo na Assembleia, deputado estadual Dilmar Dal Bosco (DEM), deve deixar a função nos próximos dias. O democrata colocará o posto à disposição do governador Pedro Taques (PSDB) em reunião que deve acontecer até a próxima segunda (15).

Líder do governo Dilmar Dal Bosco (DEM) cita base eleitoral em Sinop e Nortão e vai intensificar viagens em 2018

Dilmar pretende deixar a liderança do governo para se dedicar à campanha pela reeleição. Ele argumenta que tem base eleitoral em Sinop e nos municípios do Nortão e precisará intensificar as viagens em 2018, o que pode prejudicar o desempenho da função.

“Não é questão de descontentamento  com o governador Pedro Taques ou sua equipe. Sou do interior e preciso andar pelos municípios para prestar contas do trabalho como parlamentar. Não posso me dedicar a fazer a defesa do Executivo na Assembleia e prejudicar minha reeleição. Estive líder do governo em momentos difíceis como a crise da saúde e penso que já cumpri meu papel. Agora, vou conversar com o governador”, declarou Dilmar em entrevista ao .

Além disso, Dilmar pretende aconselhar Taques a substituí-lo por um deputado estadual de Cuiabá ou Várzea Grande. Segundo ele, ficará mais fácil exercer a liderança do governo sem precisar se ausentar tanto da Capital e da Baixada Cuiabana. “Vou aconselhar o governador a indicar alguém de Cuiabá. Para os deputados da Capital fica mais fácil já que não precisam viajar tanto para visitar suas bases. É uma sugestão e ele acata se for conveniente”, completou.

Se Taques seguir a sugestão de Dilmar, as alternativas para liderança do governo entre os que estão no exercício do mandato são os deputados estaduais Guilherme Maluf (PSDB) e Jajah Neves (PSDB). Eduardo Botelho (PSB) também é da Baixada Cuiabana, mas como presidente da Assembleia, dificilmente acumularia a função de líder do governo. Allan Kardec (PT) também é da Capital, mas é oposição e não é contabilizado.

Em balanço de 2017, Dilmar considerou o ano positivo e destacou a aprovação da PEC do Teto dos Gastos Públicos, a redução da alíquota do ICMS para o boi em pé e o acordo para pagamento da Revisão Geral Anual (RGA) dos servidores do Estado. Afirmou ainda que buscou manter o diálogo com os 24 colegas e reconheceu que a função de líder do governo acarreta desgastes.

O democrata assumiu a liderança do governo em agosto de 2016. Substituiu Wilson Santos (PSDB), que deixou a função para se licenciar da Assembleia e concorrer a prefeito de Cuiabá.

Wilson foi derrotado em segundo turno e retornou ao Legislativo. Não reassumiu a liderança do governo e logo foi nomeando secretário estadual das Cidades, função que ainda está exercendo.

Comente através do facebook:
ENQUETE »

FOTO NOTÍCIA
:: MT24Horas - Todos os direitos Reservados - Copyright 2018 ::