Boa noite, Quarta-Feira, 22 de Novembro de 2017
AGRONEGÓCIO E AGRICULTURA FAMILIAR
Grupo de investimento vai aumentar negócios em Mato Grosso
O diretor da Associação dos Criadores Mato-grossenses, Luciano Vacari, falou sobre a qualidade da carne produzida no estado.
10/11/2017 - 11h55 - Fonte: Ana Rosa Fagundes

O grupo de investimento chinês Pengxin irá aumentar o aporte financeiro no Brasil e Mato Grosso está na rota do grupo. Nesta sexta-feira (10.11), o governador Pedro Taques foi recebido pelo presidente e fundador da empresa Jiang Zhaobai, em Shanghai.

A Pengxin adquiriu recentemente parte da Fiagril, empresa agroindustrial de Mato Grosso e pretende investir ainda mais recursos. “Temos muitas ideias novas de projeto para o Brasil. Somos uma das maiores empresas agropecuárias da China e pretendemos ampliar mais nossos negócios no Brasil. E essa é uma oportunidade para nos conhecermos melhor e vermos mais possibilidade de investimento. A relação entre Brasil e China é muito importante e nós, da Pengxin, sabemos da relevância de Mato Grosso nessa relação, pois tudo que o estado produz, a China precisa. Precisamos firmar mais essa relação entre Mato Grosso e a China e fazer nosso comércio prosperar de forma mais eficiente”, disse o presidente da empresa.

O governador mostrou as potencialidades do estado de Mato Grosso aos empresários. No ano passado o país produziu 240 milhões de toneladas de grãos e Mato Grosso foi responsável por 25% disso. No entanto, o Estado pode chegar a 40% de todo esse resultado, sem ampliar as áreas abertas, apenas aumentando a produtividade. “Temos programa de incentivo e queremos fazer parcerias, beneficiando brasileiros e chineses”.

Fundado em 1988 com foco no ramo imobiliário, a Pengxin hoje é uma multinacional presente em vários países e que trabalha nas áreas de agronegócio, meio ambiente, mineração e saúde. A empresa foi uma das beneficiadas pela abertura econômica do país há 40 anos e tem perspectiva de crescimento com o plano de trabalho anunciado pelo presidente Xi Jinping, que irá continuar a incentivar a abertura econômica exterior.

O encontro também mostrou uma perspectiva positiva para os pecuaristas do Estado. O presidente do grupo chinês afirmou que pretende, nos próximos cinco anos, ser o principal comprador/fornecer de carne da China. O diretor da Associação dos Criadores Mato-grossenses, Luciano Vacari, falou sobre a qualidade da carne produzida no estado. 

“Podemos atender em escala e também atender um público mais exigente, enviando cortes mais nobres. Temos qualidade e controle sanitário eficiente. Queremos e podemos acessar esse mercado”.

O presidente solicitou uma lista de possíveis parceiros privados para dar início a novas relações comerciais. Ele sugeriu às empresas mato-grossenses que estejam presentes nas feiras de exposições chinesas apresentando produtos e afirmou que organizará uma missão para tratar das relações comerciais entre os dois países.

 
Comente através do facebook:
ENQUETE »
Você é favorável a pena de morte?

FOTO NOTÍCIA
:: MT24Horas - Todos os direitos Reservados - Copyright 2017 ::